Dia da Internet Segura: 7 dicas de como você pode contribuir

11 02 2020

Veja como você pode fazer um uso mais responsável da internet e contribuir com o Dia da Internet Segura

Atualmente, internet está presente em tudo o que fazemos. A cada ano que passa nos tornamos mais conectados e dependentes dela. Sim! Vivemos conectados na maior parte do tempo, seja através de computadores e smartphones ou de IoT, relógios smart, etc. Com isso, uma infinidade de conexões é feita e o seu mau uso pode acarretar diversos problemas aos usuários. Apesar das muitas facilidades que a Internet traz, não podemos esquecer que cada um de nós deve fazer uso responsável dela. Por isso, há anos vem sendo comemorado o Dia da Internet Segura.

O Dia da Internet Segura (Safer Internet Day) esse ano será celebrado mundialmente no dia 11 de fevereiro de 2020. Durante anos, essa data vem sendo propagada e tem se tornado um evento marcante para segurança online. Com início em 2004, através do projeto SafeBorders da União Europeia e adotado pela rede Insafe, o Dia da Internet Segura tem atraído diversos países em torno do mundo. Atualmente, esse evento é comemorado em aproximadamente 150 países.

O objetivo é envolver e unir os diversos atores do ecossistema, público ou privado, pessoa física ou jurídica, para promoção de atividades de conscientização, orientação e autocuidado em torno do uso seguro, ético e responsável da internet.

A importância da discussão sobre o tema é enorme e cada vez mais necessária. É incontável a quantidade de atividades que a internet facilita e permite. Porém, a partir do momento em que começamos a realizar tarefas online, há uma grande quantidade de dados que compartilhamos e riscos que corremos. Por isso é muito importante tomar alguns cuidados ao utilizar a internet.

Dicas

Para aproveitar somente o que há de melhor da internet separamos sete dicas para você:

1. Não abra e-mail suspeito;

Sempre que receber um e-mail, confira o endereço do remetente. Pessoas mal-intencionadas utilizam de títulos chamativos, que aparentam ser de instituições financeiras ou órgão públicos como polícia federal e receita federal. Além disso, veja se o e-mail contem anexos com a extensão .exe. Caso positivo, pode ser que o arquivo contenha vírus ou spyware.

2. Mantenha seus equipamentos com programas de segurança;

Deixar o computador sem um antivírus é extremamente arriscado e deixa suas informações vulneráveis à invasores e hackers. Por isso é importante você sempre manter o antivírus ativo e com rotina de verificação.

3. Instale apenas softwares confiáveis;

Você costuma deixar estranhos em sua residência? Não! Devemos fazer o mesmo raciocínio quando estamos falando de nossos computadores e smartphone. Costumamos proteger o computador e celular com senha para que outras pessoas não vejam nossos arquivos e conversas, mas muitas vezes instalamos softwares desconhecidos, e dessa forma acabamos

dando acesso às nossas informações para softwares que não conhecemos e que podem ter intenções maliciosas.

4. Mantenha somente softwares originais;

Instalar software pirata, além de ser um crime, pode lhe trazer diversos transtornos e dor de cabeça. Normalmente, um software pirata não possui os protocolos de segurança e as garantias que o original possui. Deste modo, manter uma licença ilegal expõe suas informações a riscos.

5. Crie senhas fortes e seguras;

Parece besteira falar desse tema, mas sim, existem muitas pessoas que possuem senhas frágeis de fácil descoberta. Então é recomendável que você crie senhas fortes, de preferência com mais de oito caracteres, letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais.

6. Supervisione o acesso de seus filhos na internet;

O uso de internet por crianças tem várias funções, auxiliando os pais na educação e no entretenimento dos filhos. Porém, mesmo conhecidos como “geração digital” é necessária a supervisão dos pais para uso seguro. Algumas ferramentas, como o SafeSearch do Google, ajudam os responsáveis a garantir a proteção e privacidade dos filhos.

7. Evite compartilhar boatos;

A facilidade de as pessoas criarem conteúdo na internet somado com a quantidade de conteúdo que estamos expostos diariamente criam um cenário propicio para propagação de FakeNews (notícias falsas). Por isso, é importante tomar cuidado ao receber ou compartilhar uma notícia para que você não compartilhe um boato.

Viu como é fácil contribuir para uma internet segura? Agora que você já conhece as melhores formas de fazer um bom uso deste recurso, compartilhe as dicas com seus amigos para ajudar a disseminar a comemoração do Dia da Internet Segura.

Para mais informações acesse o site oficial: http://www.diadainternetsegura.org.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas

Se você aceitar vamos utilizar cookies para melhorar sua experiência neste site. Alguns coletarão suas preferências de uso (idioma, localização, personalização), outros coletarão estatísticas. Você pode aceitar ou declinar, mas em todos os casos a Softplan encoraja você a ler o nosso Aviso de Privacidade.